Paris, a cidade maravilhosa!

Para começar, se você nunca foi a Paris e não quer abrir mão de conhecer cada detalhe que a cidade tem a oferecer: acho melhor ir primeiro  e depois voltar à cidade com suas crianças. Conhecer Paris com um pequeno tem outro ritmo, outras descobertas, novos sabores.  Estive lá no verão passado e conheci vários cantos da cidade que nunca tinha experimentado.

Antes de viajar, eu sempre converso bastante com a Clarice falando o que vamos ver. Principalmente em uma cidade com tanta informação como Paris. Navego com ela na internet, vemos filmes passados na cidade, olho fotos antigas, etc. Isso também ajuda a direcionar um pouco a visita, pois exploramos com mais calma aquelas coisas que despertaram mais interesse dela nessa preparação. Ela ficou particularmente interessada em conhecer o museu de ciências, a Notre Damme ( devido ao Corcunda),  a Mona Lisa, no Louvre e a estátua do Beijo do Rodin. Vamos começar pelo básico, pois Paris tem programações para  semanas e semanas de diversão. Aguarde os próximos posts com mais informações sobre a cidade.

Como se locomover

Ônibus de Turismo

Uma coisa que achei que valeu muito a pena , é comprar o ticket para os ônibus de turismo – aqueles de dois andares com o teto aberto. O ticket vale por dois dias e você acaba usando ele também como meio de transporte para as atrações turísticas da cidade. Você pode descer do ônibus em qualquer parada e depois pegar outro e seguir em frente. Eu sempre preferi andar pela cidade, mas as crianças simplesmente não aguentam. E, as tais bicicletas que são uma alternativa ótima para os turistas, não servem para elas, pois não tem bicicletas infantis. O ônibus é legal, por que você vai aproveitando a paisagem, o que no metrô é impossível.

Quando você compra o ingresso, você ganha um headphone para ouvir as explicações sobre os monumentos. E, como tem um fluxo enorme de visitantes brasileiros na cidade, eles também têm um canal de áudio em português.  Os pontos destes  ônibus estão perto da maioria das atrações turísticas da cidade. Você compra o ingresso na hora que entra nele pela primeira vez. Nós pegamos na frente da  Notre Dame.

Metrô ou ônibus

Alguns lugares  não são cobertos pelo ônibus de turismo. Neste caso, a melhor alternativa para se deslocar pela cidade é o Metrô ou as linhas de ônibus regulares. O Metrô de Paris é um dos mais antigos do mundo e cobre todos os cantos da cidade, mas muitas vezes o turista se sente intimidado com tantas linhas e conexões, além do aspecto menos glamuroso deste meio de transporte. O ônibus tem a vantagem de ser mais confortável e proporcionar o visual da cidade. Compre passes que são válidos por um dia inteiro ou mais, dependendo do seu planejamento de viagem. Tente viajar fora dos horários de pico, para evitar apertos desnecessários. Informe-se com o concierge do Hotel, eles geralmente tem mapas e podem explicar como e onde comprar as passagens.  

Principais atrações

Torre Eiffel

Se for visitar a Torre Eiffel, entre no site e já compre o ingresso e marque o horário da visita, assim você não vai ficar horas ( não estou exagerando!) na fila.  Todos os dias, somente  250 tickets são colocados à venda. Em breve, o número será ilimitado. No site da torre Eiffel, clique em Compre o seu bilhete ( Achetez vos billets) no canto direito da tela: vocês escolhem a hora, o dia da visita e podem imprimir a entrada. Este ticket é válido para o acesso até o segundo andar. Se o turista quiser subir até o último, poderá comprar o complemento na hora.

A grande atração da Torre é, claro,  a vista. Mas, não deixe de mostrar para os pequenos as exposições de fotos e painéis que contam a história do Monumento e mostram detalhes sobre a sua construção. Nos mirantes, vale colocar moedas nos telescópios para observar a cidade e seus monumentos de perto. è uma boa oportunidade para mostrar as crianças onde estão os monumentos que ainda serão visitados ou que já são conhecidos. É bom levar um casaquinho. Mesmo no verão a ventania no último andar é sempre forte.

No primeiro andar você pode fazer uma boa refeição com os pequenos na Brasserie 58 tour Eiffel.  No segundo andar fica o tradicional  e mais sofisticado  restaurante Les Jules Verne. Ambos possuem uma vista deslumbrante. As reservas podem também ser feitas pelo site, onde você também pode consultar os preços para ver se estes restaurantes cabem no seu bolso . Para lanches rápidos , existem quiosques no térreo e nos demais andares da torre.

Aquário do Trocadero em Paris 

Este não é um passeio tradicional  para se fazer em Paris, mas como fica bem perto da Torre Eiffel, achei melhor já falar sobre ele. Poucas pessoas sabem que no subsolo do Trocadero se encontra  o maior aquário da França. A entrada dele fica bem escondida, por que as atrações ficam todas no subsolo. Trata-se de um centro de entretenimento distribuído por  3.500 m2. O aquário tem cerca de 10.000 espécies vindas de todos mares e rios espalhados pelo mundo.  As crianças ficam impressionadas com a diversidade de espécies encontradas e com os tubarões, é claro! O tanque principal é melhor observado em um espaço chamado – l´évasion – onde as há um pequeno auditório com cadeiras e pufes confortáveis para você dar uma pausa e ficar contemplando o aquário central. Ao final, os pequenos podem interagir com alguns peixes (trutas, carpas, tilápias e outros peixes de rio) em uma piscina onde é permitido tocar nos peixes. Esta experiência geralmente provoca um encharcamento da roupa, portanto leve pelo menos uma blusa extra.

O local possui também 3  salas de projeção com um programa de  temas ligados ao oceano, uma sala de teatro com peças infantis e para adultos,  um espaço para  atividades pedagógicas em torno de uma iniciação à biodiversidade. Estas atividades são mais interessantes para aqueles que falam francês.  

2 Avenue Nations Unies 75016 Paris

Notre Dame

Das atrações turísticas clássicas, acho que vale muito a pena ir na Notre Dame. Apesar de todo o valor histórico da primeira catedral da cidade, as crianças ficarão encantadas por visitar a moradia do Corcunda Quasímodo, personagem criado por Victor Hugo, mas popularizado pelo filme dos estúdios Disney. A catedral que levou praticamente dois séculos para ser construída é uma joia da arquitetura gótica e impressiona pela sua grandiosidade. O destaque fica por conta das duas grandes rosáceas que trazem cor e luz para o interior da  construção. Compartilhe com as crianças um pouco da história do local. Elas gostarão de saber que ali foi coroado Napoleão e também palco de vários casamentos reais. Passeie pela catedral, no entanto, lembrando às crianças que se trata de um templo religioso, o que demanda um comportamento respeitoso, independentemente de qual religião que a sua família segue. No momento da sua visita, pode estar acontecendo  alguma missa ou simplesmente ter pessoas rezando. Na parte de trás do altar principal, há uma maquete detalhada da Catedral, que vale ser observada.

No lado de fora, procurem o marco zero da cidade, localizado na praça que fica em frente à entrada principal da Catedral. Esta praça é um grande ponto de encontro para artistas de rua no final do dia. Ali vocês podem ser surpreendidos por apresentações de música clássica, street dance, acrobacias e, o que minha filha mais adorou, patinadores acrobáticos. Você pode também visitar os terraços no topo da igreja para observar os gárgulas de perto e ter uma linda vista da cidade e do Sena. São 387 degraus para chegar ao topo, mas o que mais me desanimou para fazer a subida foram as filas.

 Na parte de trás da catedral, há um belo jardim também aberto á visitação. Quando estivemos por lá, encontramos com a equipe de filmagem do Woody Allen rodando Meia Noite em Paris. Podemos observar a movimentação de longe no meio de vários Paparazzi. Uma grata surpresa que você pode ter ao virar uma esquina em Paris.  

Île  St Louis

Atrás da Notre Dame tem uma pequena ilha no Sena chamada Île de St Louis, quer vale uma visita. Ali você vai encontrar cafés, restaurantes e lojinhas charmosas ( aqui tem um ótima loja da Pylones) e o  melhor sorvete da cidade , o Berthillon. Ele é vendido em pequenas lojas ou nos restaurantes da ilha. Experimente o Framboise á la Rose (Framboesa com água de rosas) ou o de Fraise du Bois (Morangos Silvestres). Outro motivo é um dos meus restaurantes prediletos na cidade, que pode ser frequentado com crianças sem problemas.  Se possível, faça reserva  para não ter problema. Trata-se da Taverne du Sargent Recruter .  Por um preço fixo, vocês terão uma refeição completa com vinho da casa. O restaurante é aconchegante, a comida deliciosa  e parece uma taverna antiga.  Não se preocupe, pois as crianças vão ter o que comer. Lembro que a Clarice comeu um prato que era um frango assado com legumes sauté. Ah, eles também servem sorvete Berthillon. Nas ruelas da ilha e nas pontes que dão acesso a ela, você vai encontrar artistas de rua tocando jazz, música clássica, mímicos  ou, como nós encontramos, um rapaz fazendo brincadeiras com bolhas de sabão giganstescas com as crianças.

Sacre Couer

 A Sacre Cour é a única que não é coberta pelo ônibus de Turismo. Para ir até lá é melhor ir de metrô. A Basílica é um dos cartões postais da cidade e fica localizada no bairro de Montmartre. O passeio começa na parte inferior da construção onde os turistas podem optar por subir em um teleférico. Os que quiserem podem subir a pé passeando entre jardins belíssimos. O interior da Basílica merece atenção especial.  Observe com atenção o mosaico (um dos maiores do mundo) que enfeita o teto da igreja. Ele representa Cristo de braços abertos. Outra curiosidade: desde 1885 pessoas se revezam noite e dia neste local para rezar pela humanidade (prece perpétua), por isso , mais uma vez vale lembrar que a visita demanda respeito. Ao final da visita, vale dar uma parada para ficar nas escadarias observando a movimentação dos turistas e artistas que geralmente estão no local. Aproveite os artistas que fazem retratos e caricaturas e faça uma para a família ou para as crianças. Fizemos uma caricatura e ficou bem legal.

Arco do Triunfo

O Arco do Triunfo foi idealizado por Napoleão para homenagear a glória dos soldados franceses em suas batalhas. O monumento tem várias esculturas e relevos nas paredes que representam as conquistas das tropas napoleônicas. Vale a pena visitar o topo do monumento, de onde é possível visualizar o desenho em forma de estrela formado pelas avenidas que partem da praça onde ele está localizado. Todos os dias, no final da tarde , acontece um cerimônia em homenagem ao soldado desconhecido. No pátio do monumento há uma chama acesa representando soldados franceses mortos em guerras. Aqui é o ponto de partida para passear na famosa Avenida Champs-Elysées, local de compras e restaurantes inflacionados pela presença constante de turistas. Estávamos lá no dia da chegada do Tour de France, por mais que você  se interesse por ciclismo ( o que é o nosso caso!), não vale a pena enfrentar o tumulto com crianças.

Passeio de Bateaux Mouche

É  um passeio clássico que vale a pena fazer com as crianças. Sugiro fazer no final do dia para ver o por do sol e a cidade começando a ser iluminada. É mágico! Existe um passeio direcionado para as crianças, onde gnomos são os anfitriões do passeio. Trata-se do Croisière Enchantée. Mas para quem não fala francês, não sei se vale muito a pena. As reservas podem ser feitas no site.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Dicas de Viagem, Europa

Uma resposta para “Paris, a cidade maravilhosa!

  1. Oláa!!! vi seu recado no nosso FB e vim aqui conhecer teu cantinho!Adorei!!Paris ainda não conheço,deve ser um sonho mesmo…morro de vontade de conhecer!!!Adorei o post,beijoos!!
    😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s